PSICOMOTRICIDADE

No início, a Psicomotricidade tinha seus estudos voltados para a patologia. Wallon, Piaget e Ajuriaguerra tiveram a preocupação de aprofundar esses estudos mais voltados para o campo do desenvolvimento. Wallon se preocupou com a relação psicomotora, afeto e emoção, Piaget se preocupou com a relação evolutiva da psicomotricidade com a inteligência e Ajuriaguerra, que vem consolidar as bases da evolução psicomotora, voltou sua atenção mais específica para o corpo em sua relação com o meio. Para ele, a evolução da criança está na conscientização do seu corpo. " O corpo é uma totalidade e uma estrutura interna fundamental para o desenvolvimento mental, afetivo e motor da criança". São experiências e vivências corporais que organizam a personalidade da criança. " A vivência corporal não é senão o fator gerador das respostas adquiridas, onde se inscrevem todas as tensões e as emoções que caracterizam a evolução psicoafetiva da criança". (Fonseca 1983)

Os primeiros movimentos de trabalhos da psicomotricidade foram impulsionados dentro de uma proposta reeducativa. A reeducação é uma forma de estimular na criança suas funções psicomotoras, que foram contrariadas em seu desenvolvimento. Piaget em seus estudos já se preocupava em estimular as crianças de forma adequada, respeitando cada fase do seu desenvolvimento. Assim ele redimensionou as questões da Psicomotricidade e não a limita apenas a uma açao reeducativa, mas a uma primeira instância educativa.

" A educação psicomotora deve ser considerada como uma educação de base na pré-escola. Ela condiciona todos os aprendizados pré -escolares; leva a criança a tomar consciência de seu corpo, da lateralidade, a  situar-se no espaço, a dominar seu tempo, a adquirir habilidades de coordenação de seus gestos e movimentos." (Oliveira, 1997)  


Página criada por Viviane Faria Alcântara Brito - Grupo Integrado

O Educacional não se responsabiliza pelo conteúdo das páginas criadas através do "Construtor de Páginas". Se você considerar algum conteúdo desta página ofensivo, por favor entre em contato com a equipe do Educacional, clicando aqui.